domingo, 19 de dezembro de 2010

Ícone do rock experimental, Captain Beefheart morre aos 69 anos

Don Glen Vliet, conhecido como Captain Beefheart,
em um show em Toronto



Los Angeles - O roqueiro americano Don Van Vliet, conhecido artisticamente como "Captain Beefheart", morreu nesta sexta-feira (17) aos 69 anos por complicações de esclerose múltipla, informou a revista "Entertainment Weekly".

Van Vliet morreu nesta manhã em um hospital do norte da Califórnia, após permanecer vários anos preso em uma cadeira de rodas devido à doença.

A publicação citou como fonte um representante da galeria Michael Werner, de Nova York, que abrigou distintas exposições de suas pinturas.

"Don Van Vliet foi uma figura complexa e influente nas artes visuais e interpretativas", disse a galeria em comunicado. "Talvez seja mais conhecido como o incomparável 'Captain Beefheart', que, junto ao Magic Band fez sucesso na década de 1960 com um estilo único, mistura de 'blues' e 'rock and roll' experimental", acrescentou.

Segundo a entidade se trata de "um dos artistas mais originais" na história da música, que após duas décadas como compositor e artista decidiu se retirar para se dedicar totalmente ao mundo da pintura.

"Como sua música, suas exuberantes pinturas são produto de uma visão única", concluiu.

Seu disco "Trout Mask Replica" se situa no posto 58 dentro da lista dos 500 melhores discos de todos os tempos, feita pela revista especializada "Rolling Stone".

7 comentários:

  1. Que perda, não Paulo Jorge?
    Gostava muito de Don Van Vliet roqueiro, bem como do Don artista plástico.
    Apreciava muito suas performances mais ou menos teatrais, como mostram alguns poucos videos que tenho.
    Sua pintura também era sui generis...
    Você, meu querido, sempre atento e nos passando informação...
    Muito grata!
    Imenso abraço!

    ResponderExcluir
  2. Zélia, eu que fico mais rico de conhecimentos quando degusto seus poemas para lá de criativos e especiais.
    Obrigado pelo comentário e sigamos produzindo poesia.
    Abraço grande.

    ResponderExcluir
  3. Olá... fazia tempo que, pra desgosto meu, não vinha aqui.
    Que bom que estou aqui hoje.
    Te confesso que não sou uma roqueira que se preze, e o achava um tanto extravagante assim como suas pinturas. Mas ele foi um cara marcante na nossa cultura, um artista original e a vida é mesmo feita de contrastes e diversidade. Ele inspirou muitos outros artistas, pessoas que viam nele um gênio inovador e criativo. Acho que é isso que conta e por isso ele merece minhas homenagens.
    E viva a diversidade!
    Foi um presente conhecer vc este ano e espero em 2011 ser mais assídua por aqui.
    Boas festas e um 2011 perfeito pra vc.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  4. Paulo Jorge, querido... Um beijo!
    Eu não conhecia o trabalho do Don, mas ainda bem que ainda posso remediar esta falta.
    Desculpe a ausência, estava sem internet e com toda aquela correria do final de ano que é de praxe.
    Queria que soubesses que em 2010 tive muitas alegrias e a sorte de conhecer muita gente especial e tu foste uma delas.
    Muita energia positiva de presente pra ti, amigo!!!

    beijinhos...

    ResponderExcluir
  5. Lua, tenho a mesma opinião que você.
    O Don foi um cara marcante na cultura pop dos anos 60/70.
    Lamentável o seu precoce "encantamento".
    Também lamento não ter lhe visitado mais em 2010, por absoluta falta de atenção e uma certa preguiça.
    Mas prometo ser mais assíduo em 2011.
    Aproveito o comentário para lhe desejar ótimo Natal e um excelente Ano Novo.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Pólen.
    Nunca é tarde para conhecer o trabalho de um grande artista do universo pop dos anos 60/70.
    Minha cara, também adorei ter lhe conhecido no Encontro de Escritores.
    Oxalá possamos conversar mais a respeito das coisas da literatura e das artes no ano próximo.
    Grande abraço e receba meus votos de ótimo Natal e excelente 2011.

    ResponderExcluir
  7. Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir