sábado, 21 de maio de 2011

Cinco poemas de Cacaso


estações

Do corpo de meu amor
exala um cheiro bem forte.

Será a primavera nascendo?


ah!

Ah se pelo menos o pensamento não sangrasse!
Ah se pelo menos o coração não tivesse
[memória!
Como seria menos linda e mais suave
minha história!


alquimia sensual
Tirante meus olhos e mãos
quero me transformar em seu corpo
com toda nudez experiente
do passado e do presente
E naquela noite
entre suspiros
terei aguardado a hora incrível
de tirar o sutiã


busto renascentista
Quem vê minha namorada vestida
nem de longe imagina o corpo que ela tem
sua barriga é a praça onde guerreiros
[se reconciliam
delicadamente seus seios narram
[façanhas inenarráveis
em versos como estes e quem
diria ser possuidora de tão belas omoplatas?
feliz de mim que freqüento amiúde e quando posso
a buceta dela


capa e espada
meu amor sentindo-se incapaz de ser amada
levanta herméticos escudos e duendes a qualquer
dádiva
que de mim — ai de mim! — possa brotar
nada mais ameaçador que os olhos do amor


CACASO (Antônio Carlos Ferreira de Brito)

10 comentários:

  1. phodástico!!!

    beijo de bom dia, duma.

    ResponderExcluir
  2. Cacaso é foda mesmo.
    Excelente poeta e letrista da MPB.
    Beijos nas suas asas, Cris alada.

    ResponderExcluir
  3. poemas maravilhosos,
    sutis e transparentes.

    forte abraço,
    camarada.

    ResponderExcluir
  4. Caramba! Que saudade de ler esse gênio! Um turbilhão de memórias me vieram. E o agradeço por isso, Paulo! Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Paulo Jorge, meu querido
    Nada mais ameaçador que os olhos do amor: que verso!
    Grata pelo presente, amigo!
    Tenha um domingo "daqueles que ninguém precisa dizer que é domingo".
    Abraço apertado.

    ResponderExcluir
  6. Os poemas de Cacaso são isso tudo mesmo, Domingos.
    Aquele abraço.

    ResponderExcluir
  7. Fred, compartilhar boa poesia é preciso.
    Abraço grande.

    ResponderExcluir
  8. Bom que gostou, Zélia.
    Também deguste um domingo "daqueles".
    Forte abraço, querida.

    ResponderExcluir
  9. vou mandar esse link pro poeta fouad talal, fã sem carteirinha de cacaso, que foi um dos maiores poetas da sua geração.

    beijao,

    r.

    ResponderExcluir
  10. Mande mesmo, Bob.
    Desde já, agradecido.
    Beijão procê.

    ResponderExcluir